O UNIVERSO PARALELO DAS BARBEARIAS AFRICANAS

É preciso muita confiança para confiar à alguém a missão de colocar uma navalha no seu pescoço ou passar a tesoura em torno da sua cabeça.





Muito já se dizia que salão de beleza que apenas mulheres frequentam, é lugar de fofoca, fuxico e ponto de encontro pra falar da vida alheia. Mas sabem de uma coisa? Salões de beleza frequentados por homens (ou barbearias, como preferirem), não são muito diferentes. Em primeiro plano, geralmente os barbeiros são pessoas desconhecidas, mas não permanecem assim por muito tempo. Acabam se tornando confidentes de seus clientes, e o que começa em uma simples conversa sobre futebol, pode acabar em uma discussão sobre assuntos que homens geralmente não querem tratar em casa.

Diferente do que muitos pensam, os barbeiros locais exercem uma função que vai além dos cortes de cabelo. Eles cumprem a função social e cultural semelhante através das fronteiras. Seja aqui, na África ou em qualquer outra parte do mundo. Na África, por exemplo, é normal depois de um corte de cabelo, cruzar com um desconhecido na rua e ser comparado com um famoso. Por lá já existem barbearias especializadas apenas em cortes semelhantes ao de famosos.



 Recentemente, Andrew Esiebo desenvolveu um projeto muito legal em torno disso. Sua lente explora a relação baseada na confiança entre barbeiros e sua comunidade local, e deixa ainda mais evidente que por lá, os barbeiros ocupam uma posição importante na comunidade que vai além da aparência.

"A barbearia é um espaço intimo onde as pessoas se reúnem para discutir desde a politica ás suas amantes. É um dos poucos espaços onde pessoas de diferentes classes sociais e com vidas diferentes se cruzam." Andrew Esiebo.


Share to Facebook
0
Comente pelo Facebook
0 Comente pelo Blogger

0 comentários:

Postar um comentário