O line up hype da 17ª edição do Cultura inglesa festival

1044432_674606875898832_336540272_n

Com um line up convidativo, a 17ª edição do Cultura inglesa festival que aconteceu no Memorial da América Latina, teve dessa vez uma atmosfera completamente diferente de qualquer outra edição. A receptividade e a organização do evento já era notável desde o momento da entrada até a ultima música do último show.

A imprensa teve um espacinho especial onde era possível transmitir em tempo real os acontecimentos do evento, como eu fiz aqui no blog. Mas o destaque maior foram as atrações. Uma mistura um tanto quanto interessante, onde foram reunidos cover de clássicos ingleses e algumas bandas do momento, que são sucesso lá e aqui.

1003419_10151725974596085_175348495_n

O Bonde do Role subiu ao palco com o CUre pegando fogo, literalmente. Travestidos e com alguns remix de clássicos do The Cure, eles animaram a platéia, que de quebra ainda ganhou chantily na boca enquanto Pedro, um dos integrantes foi até a platéia. O ponto alto do show foi quando eles deram o direito da galera escolher entre starchic e office boy, um dos maiores hits da banda.

1010739_674607332565453_1614827599_n1044956_674607395898780_128100522_n

The Dark Jokes e The magic numbers também não ficaram atras e se mostraram bem confiantes e satisfeitos de estarem tocando pra um publico que se mostrou tão distinto como nós, os brasileiros.

970036_648131965214917_695062202_nmagic-numbers

A mais esperada da noite era Kate Nash, e já estava escuro quando ela subiu ao palco e fez um show digno, com direito a "muita guitarra, bateria e computador saindo som" como diriam as amigas do CSS. Kate se juntou a sua girl band e fez vários elogios ao publico brasileiro, e disse que na sua segunda vez cantando no Brasil se sentia muito feliz por poder estar aqui de volta, onde fez um dos melhores shows da sua vida.

7344cdd6dc5611e2ac5222000a1fbd4b_7

Eu ali, menos de um metro de uma das cantoras que um dia influenciou muito meu gosto musical e até o meu pensamento, cheguei a me perguntar se aquela era mesmo aquela menina ruiva que há algum tempo atrás cantava sobre "chupar vários limões por ser amarga", e confesso que senti saudade daquela Kate que conhecemos naquela explosão britânica iniciada por Lily Allen em meados de 2006.

A Cultura inglesa juntamente com os organizadores e colaboradores do festival só conseguiram deixar ainda mais claro que é possível fazer um evento dessa magnitude com organização e suporte aos presentes, que não polparam elogios nas redes sociais e meios de divulgação dos respectivos canais.

As fotos foram feitas pela Caroline Valladão do StyleBr <3
Share to Facebook
1
Comente pelo Facebook
1 Comente pelo Blogger

1 comentários:

  1. Fiquei sabendo desse evento pelas redes sociais... Pena que não pude comparecer. Tenho certeza que foi um evento bacana.

    ★ http://andrehotter.wordpress.com
    hUg! ;)

    ResponderExcluir