Louca e gótica Lykke li promete te fazer acreditar que a "solidão é uma benção"

lykke-li-01

Ema algum dia tedioso, por um acaso zapeando descontente com a programação diaria da tv aberta, você já deve ter visto uma mina misteriosa, de voz infantil e estilão gótico cantando "I, I follow, I follow you, deep sea baby..." e correndo louca desesperada descalça na neve. Pois bem, essa mina se chama Lykke Li, ela é lá da Suécia. Prepare-se pra ama-la.

1000w

[soundcloud url="http://api.soundcloud.com/tracks/8953620" params="" width=" 100%" height="166" iframe="true" /]

Lykke já fez incontáveis colaborações, mas diferente do latino Pitbull e de seu amigo Timbaland, ela consegue se garantir sozinha e se destacar por seu trabalho solo, que há algum tempo já vem ganhando destaque na cena indie.

[soundcloud url="http://api.soundcloud.com/tracks/20473611" params="" width=" 100%" height="166" iframe="true" /]

[soundcloud url="http://api.soundcloud.com/tracks/25834055" params="" width=" 100%" height="166" iframe="true" /]

Com uma voz suave e uma melodia de arrepiar, ela vomita palavras de gênio e deixa qualquer um querendo um "night out" ou algum role errado. Em determinado momento de seu segundo cd, o maravilhoso "Wounded rhymes" e afirma várias vezes que "A solidão é uma benção" e nos leva a uma reflexão profunda com relação a tal afirmação, que claro, depois de nos fazer ouvir a faixa no loop milhares de vezes, nos faz perceber que ela esta coberta de razão.

tumblr_lmy7zwD5vC1qk9rppo1_500

[soundcloud url="http://api.soundcloud.com/tracks/10892336" params="" width=" 100%" height="166" iframe="true" /]

Antes mesmo de lançar seu segundo algum, Lykke já dava alguns sinais de genialidade e de que ela realmente era a louca das artes. O primeiro cd foi ótimo, cheio de músicas alegres e ela só queria mesmo saber de "Dançar, dançar e dançar", como dizia em uma das faixas mais gostosinhas de se ouvir em "Youth Novels". Em um curta dirigido por Moses Berkson, ela aparece no deserto californiano - onde passou algum tempo buscando inspiração pro segundo trabalho - fazendo uma espécie de dança maluca e tentando enterrar um espelho, como se tentasse esconder as diversas leituras feitas dela mesma por tantas pessoas e se mostrar do jeito que ela acredita realmente ser.

1172309-lykke-li-performance-lollapalooza-2011-617-509

Outra coisa que chama muita atenção em Lykke Li é a sua presença de palco. Vez ou outra ela entra com um mega-fone ou baquetas, e o resto já dá pra vocês terem uma noção. Com performances exóticas e roupas bem "dark", ela cria um clima intimista ao presentes em suas apresentações ao vivo, isso claro, em algumas faixas, porque em outras, como "Rich Kid Blues" ela coloca todo mundo pra dançar na marra.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=QuHDZud8GpA]

 

Ela já proporcionou momentos incríveis, embalou varias dores de amor com suas canções de coração partido, já nos fez danças com suas musicas mais alegres e agora nos deixa na dúvida de oque ela ainda tem pra nos mostrar, se é que ainda tem algo pra mostrar.
Share to Facebook
3
Comente pelo Facebook
3 Comente pelo Blogger

3 comentários:

  1. Nunca tinha escutado!
    Gostei bastante da voz dela *-*

    Beijos,
    Ana.

    ResponderExcluir
  2. Adorei te conhecer no SPFW também, adorei o seu blog, muitos posts legais, vou passar sempre por aqui.
    A blogueira que estava comigo é a Luiza, o blog dela é o http://luizawonderland.blogspot.com.br/
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Gente como eu adoro um som indie! E olha é até um pouco difícil achar um que eu me identifiquei, mas eu adorei essa descoberta que você fez. Não ouvi todas as músicas, só consigo ouvir a música com participação do Drake, ficou muito bom mesmo. Mas vou ouvir as outras se eu enjoar dessa rs. E como ela é bonita! (pelo menos no gif rs). Boa dica!

    ResponderExcluir