Quando um adeus não é suficiente...

f4053e34ea6011e2984322000a1fcb7e_7

Você nem sabe direito o porque de não estarem mais juntos e tudo oque consegue desejar é se livrar das memórias dos momentos que vocês tiveram juntos. Os abraços, os beijos e todos os presentes trocados foram o suficiente pra que ele deixasse uma marca em você, em seu coração. Hoje, você quer que ele veja o quanto você esta bem e como consegue caminhar sozinho sem precisar que ele segure em suas mãos pra que você não tropece nas próprias pernas.
Você tentou enganar a si mesmo, tentou fingir que uma amizade seria o suficiente pra encurtar toda aquela saudade que as vezes parecia que ia explodir dentro do seu peito.

Fechava os olhos todas as vezes que passava perto daquele lugar que lembrava ele. Desviava caminhos só pra não passar por onde vocês costumavam passar quando só queriam caminhar. Apertava o "skip" toda vez que o ipod mesmo que no aleatório, tocava aquela musica que vocês acreditavam ser a musica de vocês. As vontades e a saudade te faziam lembrar, mas o medo e o desejo de não sofrer te levavam a querer esquecer e não vê-lo pelo menos nos próximos meses.

O Orgulho. Ah, o orgulho... Ele te fazia acreditar que mesmo não tomando uma iniciativa seu telefone iria tocar e la estaria ele, com um lindo pedido de desculpa e varias frases feitas pelas quais você esperou meses pra ouvir. Na verdade, ele te fez passar por noites que pareciam intermináveis de pura tortura e de procura incessante por alguém que suprisse pelo menos 1/3 da falta que ele te fazia.

Você acreditou no amor e fez seu coração acreditar que estava amando, quando na verdade, você não queria dizer adeus a pessoa que tinha se tornado ao lado dele, e mesmo assim a unica coisa que queria ouvir era um "Eu te amo, volta pra mim".
Share to Facebook
6
Comente pelo Facebook
6 Comente pelo Blogger

6 comentários:

  1. pra se inspirar mais: veja brilho eterno de uma mente sem lembranças de michel gondry :)

    ResponderExcluir
  2. Tão eu, olhos até encheram de lágrimas. :(

    ResponderExcluir
  3. Ai, que bom! É tão legal escrever uma coisa pessoal assim e alguém se identificar! Volte sempre.

    Abraço.

    ResponderExcluir